O poder da simplicidade

11 de sgosto de 2018

Leia: Marcos 12:28-34 | A Bíblia em um ano: Salmos 81–83 / Romanos 11:19-36

"Chegando um dos escribas […] perguntou-lhe: Qual é o principal de todos os mandamentos?" — Marcos 12:28

Poucas pessoas separam tempo para ler as regras do imposto de renda — e por uma boa razão. De acordo com uma revista americana, os códigos tributários dos EUA ultrapassaram a marca de quatro milhões de palavras. De fato, as leis tributárias se tornaram tão complexas que até mesmo os especialistas têm dificuldade para processar todos os regulamentos. É penoso de tão complexo.

Os antigos líderes de Israel faziam o mesmo em seu relacionamento com Deus. Eles o tornaram complexo demais com muitas leis. A crescente carga de regras religiosas tinha aumentado a ponto de que mesmo um especialista na lei de Moisés lutava para entender sua essência. Quando um daqueles líderes perguntou a Jesus qual era o mandamento mais importante, o Senhor respondeu: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12:30,31).

A lei de Moisés era muito pesada, mas a fé em Cristo é simples e Seu “jugo é suave” (Mateus 11:30). É leve porque Deus está disposto a nos perdoar e amar. Agora o Senhor nos capacita a amar a Ele e ao nosso próximo.

O amor de Deus em nosso coração nos enche de amor por Ele e por outros.